Origin: Ficção Científica à Moda Antiga

Esta série vem dum sítio ligeiramente diferente do habitual: nasceu no Youtube, aliás, na versão paga do Youtube, porque temos aqui atores a sério, e a malta precisa de comer. Sendo assim, como é que eu tive a oportunidade de ver esta série? Claro que não vou admitir ter pirateado os 10 episódios que a compõem. Nunca. Jamais. Foi…foi um amigo!, que mos emprestou, não faço ideia do que é que ele fez para os arranjar. Coff coff.

Mas indo ao que interessa: a série segue um grupo de passageiros da nave espacial Origin, que seguem para dar início à colonização do planeta Thea. Mas quando acordam, descobrem que estão sozinhos na nave, sem saber o que aconteceu aos restantes passageiros e à equipa de manutenção que era suposto estar a acompanhá-los.

Apesar de ser uma espécie de homenagem à ficção científica dos anos 80, a série oferece-nos personagens originais e distintos, e ainda enredos extremamente interessantes e complexos. Correndo o risco de dar spoiler de parte da história – apesar de ser óbvio o que vai acontecer, se virem o trailer – ao fim de alguns episódios temos um mistério que envolve organismos alienígenas, que não só lembra o Alien original de Ridley Scott, como cria tensão que, atrevo-me a dizer, rivaliza com o The Thing, de John Carpenter.

Para além das intrigas e da luta pela sobrevivência, é-nos apresentado o passado da maioria das personagens, que se vai revelando fundamental para a resolução dos problemas que assolam a Origin e o que resta dos seus passageiros.

Só para espicaçar a vossa curiosidade, fica aqui a informação de que 2 atores que dão vida a personagens principais nesta série, também deram vida a duas das personagens favoritas da saga Harry Potter: Tom Felton, que encarnou Draco Malfoy, e aqui dá vida a Logan Maine, e Natalia Tena, que encarnou Nymphadora Tonks, e aqui assume o papel de Lana Pierce.

https___i.ytimg.com_vi_efrufB87KCA_maxresdefault

Mika Watkins, a criadora da série, afirma ter uma segunda temporada já planeada, com ideias que podem durar até uma quarta temporada, coisa que faria de mim uma nerd imensamente feliz.

Contudo, parece que o Youtube já cancelou a continuação da série, mas não desesperem! A série tem muita qualidade, e um final em aberto e extremamente tenso, pelo que a considero uma forte candidata a uma migração de produtoras, ou seja, é bem possível que a série venha a ter uma segunda temporada, noutra plataforma (Netflix, mano, oferece-te).

Por hoje é tudo pessoal, beijinhos!

Deixar uma resposta