Hereditary

*Pode conter spoilers*

Quando nos filmes de terror se recebe um bilhete super misterioso do mais recente familiar falecido e a seguir começamos a ver esse mesmo membro da família no escuro, é quando começa a haver merda xD Clássico. Não é clássico, esperar cerca de uma hora para que a acção típica de um filme de terror realmente desperte.

Durante essa hora de pseudo-seca, é construída a base da história para que em seguida se compreenda o que se passa. Há símbolos a serem exibidos, pessoas e acontecimentos a serem desconfiados. Porém, é demasiado tempo para essas cenas! Confesso que é o primeiro filme de terror que conseguiu com que eu vertesse lágrimas de empatia com a dor de uma das personagens!!! Mas também conseguiu desde há muito tempo, ser um dos filmes de terror que conseguiu dar-me a volta ao estômago (cada pessoa tem as suas sensibilidades, não julguem).

O filme inicia-se com o funeral de Ellen Leigh, mãe de Annie e mais importante, avó de Charlie. É a partir daqui que se iniciam muuuuito lentamente vários fenómenos estranhos. (Charlie é o elemento principal deste filme, por isso não deixem negligenciada a criança até a verdadeira acção decorrer)

Entre algumas visões e acontecimentos estranhos, a pequena Charlie morre devido a um acidente (extremamente estúpido, foi a morte mais estúpida que já vi num filme de terror… não faz grande sentido) de carro que o seu irmão mais velho teve. A mãe, Annie fica em sofrimento profundo e decide ir a uma reunião para quem sofreu perdas de entes queridos… é aí meus caros… que é abordada por uma desconhecida que se diz frequente dessas reuniões e cativa Annie quando diz que o filho e o neto faleceram. Ficam amigas. Pior erro de sempre ANNIE!

É essa queria amiga que sugere e mostra a Annie, o poder de falar com os espíritos! Sim, meus amores, é um filme de terror sobre espíritos e fantasmas e o diabo MUAHAHAHAHA… enfim. Inicialmente Annie fica assustada, mas o sentimento de saudade da filha foi mais forte e ela convence o marido e o filho a alinharem na coisa. E é a partir da sessão espirita que as coisas começam realmente a dar para o torto e isto já se começa a parecer um filme de terror a sério, daqueles já crescidos.

A partir deste momento toda a minha expressão facial foi de: OMG! É demasiado complexo para explicar aqui. Vejam o filme e vão compreender 🙂

Deixar uma resposta