Nerds KNOW: Venom

Em honra da próxima personagem de Banda Desenhada a chegar ao grande ecrã (e porque metade das pessoas que conheço vão ver o filme por ter lá o Tom Hardy, coisa que, confesso, compreendo e não vou julgar), esta edição do Nerds KNOW vai ser dedicada ao Venom, e a umas quantas coisas que deviam saber acerca dele.

 

  1. O Que é o Venom?

O Venom, neste caso, é a junção do repórter Eddie Brock, com um tipo de Alien conhecido como Symbiote. Como o nome indica, o alien liga-se ao hospedeiro, a nível celular, inclusive, criando uma relação simbiótica, em que, teoricamente, ambas as parte têm algum controlo daquilo que fazem com o corpo que partilham. Enquanto assume a forma monstruosa e icónica do Venom, ele até tem a tendência para falar no plural. É tipo um colega de quarto que não tem noção de espaço pessoal.

 

2. A Ligação – ou a ausência dela – Com o Homem-Aranha

Originalmente, o Venom era um vilão. Um vilão que enfrentava, especificamente, o Homem-Aranha, porque quando o Symbiote chegou à Terra, o primeiro hospedeiro que encontrou foi o Homem-Aranha. Ou melhor dizendo, o fato, do Homem-Aranha. Como passar muito tempo com um Symbiote às costas é geralmente má ideia – costumam aumentar as tendências violentas do hospedeiro – o Homem-Aranha arranjou maneira de o arrancar do fato, mas a criatura encontrou um novo corpo, e assim nasceu um vilão inesquecível. Na sua forma original, o corpo do Venom até reproduziu uma aranha no peito, uma lembrança do tempo que passou com o Homem-Aranha, mas como no filme essa ligação não é suposto existir, o corpo do Venom é completamente preto.

Resultado de imagem para marvel venom

3. Há Mais do que Um Symbiote

Isto é óbvio nos trailers, onde vemos vários Symbiotes em vários frascos, para serem testados, mas ainda não se sabe até que ponto eles vão ser utilizados na história. Em várias séries na Banda-Desenhada, o Venom chegou a lutar contra eles, cada qual com a sua cor e forças específicas. Tipo Power Rangers num filme de terror. Um dos oponentes mais memoráveis, e a razão original pela qual ele se aliou ao Homem-Aranha pela primeira vez, foi o Symbiote conhecido como Carnage. Mas isso é uma história para outra edição.

 

4. “Symbiote” Não é o Nome da Raça Dele

A raça a que o Venom pertence é conhecida como Klyntar, essencialmente parasitas que dependiam de um hospedeiro para sobreviver. Surpreendentemente, o Venom e alguns companheiros fugiram do seu planeta e abandonaram o resto dos Klyntar, porque não concordavam com a sua visão de que o hospedeiro era só um meio para obter um fim. Para Venom e alguns outros, o hospedeiro tinha vontade própria, e ela devia ser respeitada, devia existir um equilíbrio entre eles. Ou seja, o Venom é o Symbiote mais simpático que se pode apanhar. Nossa Senhora.

 

5. O Eddie Brock Não Foi o Único Venom – Mas Foi o Favorito

Os motivos variam conforme as histórias, mas por mais do que uma vez, o Eddie Brock teve que se separar – ou foi obrigado a separar-se, do seu Symbiote. As personagens mais icónicas, ou que usaram o Symbiote por mais mais tempo foram:

Mac Gargan – um vilão antigamente conhecido como Scorpion, que comprou o Symbiote num leilão, e depois se juntou a um grupo de vilões liderado por Norman Osborn.

Flash Tompson – Um ex-bully do Peter Parker, que se redimiu e se tornou seu amigo. Anos mais tarde juntou-se ao exército, e voltou a casa como um herói de guerra, tendo perdido as duas pernas no Iraque. Os seus feitos tornaram-no o candidato perfeito para um programa militar experimental: Agente Venom. O Flash é um dos meus favoritos, não só porque algumas histórias do Agente Venom são MUITO boas, mas porque ele é o único, para lá do Eddie Brock, que desenvolve uma relação com o Symbiote, uma amizade genuína. Mas, no final, o Symbiote e o Eddie Brock acabam sempre por voltar um para o outro.

 

6. De Vilão a Anti-Herói

Se o Venom começou como um vilão, um extremamente violento, com o passar dos anos, e segundo alguns escritores, ele suavizou-se, tornou-se mais gentil. Mais humano, muito em função do seu tempo passado com o Eddie Brock. Isto fez com que ele passasse a agir menos como um animal selvagem, e desenvolve-se uma consciência moral. E assim nasceu um anti-herói, alguém que faz coisas más, mas por uma boa causa. E é esse tipo de Venom que eu acredito que vamos ver no filme.

 

7. Anti-Venom

Resultado de imagem para anti-venom marvel

Durante um tempo, o nosso rapaz Eddie Brock esteve sem Symbiote. Mas isso não durou muito, já que ele encontrou o Anti-Venom. Só que este Symbiote…não era como os outros. O Anti-Venom não é sentiente, ou seja, o Eddie tem controlo total de tudo aquilo que faz.

E este Symbiote é tão diferente dos restantes porquê? Bem, resumidamente, depois de se ter separado do Venom, o Eddie descobre que tem cancro. De forma a tentar redimir-se antes de morrer, ele torna-se voluntário numa organização de alimenta os sem-abrigo (aawww). Mas (tem sempre de haver um mas), o Eddie não sabia de muita coisa. Não sabia que a organização era na verdade uma fachada para os negócios do vilão Mr. Negative. Não sabia que esse vilão, com os seus poderes, curou o seu cancro. E nem o Eddie nem mais ninguém sabia que ainda lhe restavam uns bocadinhos de Venom nas suas células. Ao usar os seus poderes para curar o Eddie, o Mr. Negative acidentalmente fundiu esses bocadinhos aos glóbulos brancos do Eddie especificamente, criando um Symbiote adormecido. O poder deste Symbiote é acordado quando o Eddie é confrontado com o seu antigo Symbiote, Venom, no corpo de Mac Gargan, que tenta regressar ao seu hospedeiro original.

Os Poderes do Anti-Venom têm uma diferença fundamental dos restantes Symbiotes: o Anti-Venom pode curar outros. Graças à fusão com glóbulos brancos, é capaz de produzir anti-corpos no corpo de outra pessoa, de modo a curar, basicamente tudo. Um dos primeiros casos em que isto aconteceu foi quando ele curou Jenna, uma adolescente viciada em heroína, do seu vício. Para além disto, é mais resistente que outros Symbiotes ao calor e a ataques de força bruta, e uma vez que o Eddue tem controlo total sobre a criatura, pode mudar de forma. Sim, tipo a Mystique dos X-Men.

Mas, como já devem ter percebido, o Eddie e o Venom estão destinados a ficar juntos, e ele acaba por “trocar” de Symbiotes – esta história é demasiado longa para resumir aqui, confiem em mim. Mas isto não significou o fim do Anti-Venom, porque uma cara conhecida apegou-se a ele: Flash Tompson.

 

E são estes os factos sobre o Venom e o Eddie Brock – que são inseparáveis – que tenho para vocês hoje pessoal! Fica aqui o trailer do filme, que eu pessoalmente quero MUITO ver,e rezo para que seja bom. Até à próxima!

 

Deixar uma resposta