It’s Clone Club: Orphan Black

Se gostaram do filme “What Happened to Monday” que a Inês há uns tempos aqui falou, vão adorar esta série (eu amo!).

Sarah está a tentar terminar o namoro com o odioso Vic ‘The Dick’ e voltar para junto da sua filha Kira, de quem Miss S. (mãe adotiva de Sarah e Felix) está a cuidar. Para isso, volta de novo à cidade… na plataforma do comboio assiste ao suicídio da detective Beth; suicido do qual Sarah tinha o poder de travar. Mas ao chegar perto de Beth, Sarah fica paralisada ao descobrir que as duas são iguais. Idênticas, como duas gotas de água.

Sarah nunca foi uma rapariga bem-comportada, nunca foi exemplo para ninguém. Assistir ao suicídio de alguém idêntico a ela apenas lhe deu a oportunidade de começar a sua vida de novo, livrar-se de Vic ‘The Dick’ e conseguir ficar com a guarda da filha. Adopta assim, a identidade de Beth.

Não sabia ela na m*rda onde se estava a meter.

5b4f558d0d5dfe8ea9d709ccb00f8191

Sarah depara-se com o namorado da falecida Beth, Paul (acho que não preciso dizer nada sobre este senhor… you know what i mean) e com o colega de trabalho, o detective Art (Arthur). Equilibrar a vida de Beth com a da “falecida” Sarah não é fácil. Ao enquadrar-se na vida de Beth, para atingir os seus objetivos, Sarah literalmente cai sem paraquedas no que Beth descobriu e a deixou desequilibrada ao ponto de se jogar para a frente de um comboio. Sarah e Beth são clones… e não são os únicos! Existem mais umas quantas… que estão a ser mortas (por outra clone!!!) ou a morrer de doenças devido ao facto de serem clones (lembram-se da ovelha Dolly?).

Sarah é agora, de todas as clones a única que “dá” a cara na luta punho a punho e arma a arma, com a ajuda de todas as outras (bem, quase todas) contra o exército e outras corporações gigantescas e supersecretas que colocam não só a sua vida e a das restantes clones como também da sua filha Kira em risco. Pois os clones foram originalmente desenhados para serem inférteis. Sarah, bem… Sarah foi um defeito de fabrico. E Kira tornou-se um alvo extremamente interessante por ser filha de uma das clones.

Poderia continuar aqui a contar a história, mas seria confuso demais entrar em explicações, devido às muitas reviravoltas (muito bem conseguidas)… daria para escrever um livro ou dois para explicar só a primeira temporada!!!

b243d3933168e15be21ef5305adb37d9

Uma série genial e extremamente viciante devido não só ao enredo como também aos excelentes atores, principalmente à atriz principal, que faz o papel de todas as clones, incluindo, quando uma das clones se faz passar por outra das clones, quer seja para a ajudar ou a prejudicar. Tatiana Maslany merece a veneração de todo o planeta! (by the way, vai estrear um filme onde ela é uma das protagonistas, sweet isn’t?)

Hello and welcome to Clone Club!

 

One thought on “It’s Clone Club: Orphan Black

Deixar uma resposta