Envelhenescer

O último livro de Pedro Chagas Freitas é o primeiro que leio; por algum lado tinha que começar, não?

Então, num país comum, cheio de pessoas comuns, dá-se um acontecimento inesperado, inexplicável, e extremamente confuso: as pessoas começam a envelhecer ao contrário. Quem conhece a história de Benjamin Button pode estar familiarizado com o conceito, mas não se trata de uma…Buttonização a uma escala nacional, muito pelo contrário.

Enquanto que o Sr. Button, enquanto bebé recém-nascido, tinha a aparência e a (falta de) saúde de um idoso, e ia rejuvenescendo conforme envelhecia, no país anónimo de Envelhenescer o tempo corre ao contrário; por exemplo, os bebés deixam de nascer, porque a sua evolução reverte – se se tratasse de um bebé de 3 meses, o seu desenvolvimento ia revertendo até este se tornar uma célula.

Alternando entre notícias nacionais e internacionais, e relatos da vida de uma família “comum”, Pedro Chagas Freitas apresenta-nos uma realidade…bizarra, para dizer o mínimo, povoada de personagens memoráveis, quer por fama, ou por infâmia.

E como é óbvio eu ADOREI a história! Eu gosto de (quase) tudo o que seja estranho, o que é que esperavam?

Sinceramente, recomendo muito este livro, até porque, para um tema tão complexo, é surpreendentemente fácil de ler.

Deixar uma resposta